Desde que eu comecei a planejar a minha viagem, eu ficava tentando imaginar qual dos tours seria meu preferido. O Salar de Tara era um passeio da lista, mas que eu não imaginava que fosse ser o que eu mais gostei. No final de contas de todos os tours eu acho mesmo que esse foi o meu preferido.

JÁ AVISO QUE VAI TER FOTO PRA CARAMBA NESSE POST

O passeio dentro do Salar de Tara mesmo estava fechado, eu fiquei na dúvida de ir nesse tour ou não, mas a agência nos garantiu que eles fariam algumas coisas diferentes pra compensar a falta do passeio lá dentro. Parece meio confuso ir no Tour do Salar de Tara sendo que ele esta fechado, mas eu vou tentar explicar como foi esse passeio.

A van nos buscou no nosso hostel bem cedinho, como sempre uma galera quase dormindo, meio morrendo, meio sei lá, e nós animadíssimos dentro da van haha Já no caminho, a van fez uma paradinha para tirar foto com essa vista com o vulcão de fundo, e tava MUITO frio, tivemos que correr rapidinho de volta pra van.

Depois de quase uma hora na estrada, chegamos na Laguna Diamante, uma lagoa que no inverno fica completamente congelada. E foi também a primeira vez desde que chegamos que vimos “neve”, eu já tinha visto neve antes mas foi a primeira vez dos meninos e ficamos animados demais, mas lá era tão frio que a neve estava congelada, então de longe parecia neve, mas se você tentasse jogar uma bola de neve em alguém você ia acabar jogando uma pedra de gelo.

No começo deu aquele medinho de andar em cima do gelo, mas o guia ficava gritando pra gente ir porque era totalmente seguro. Depois virou uma bagunça total. Essa parada era algo que eu não esperava e não consigo descrever por aqui o quanto a gente se divertiu por lá. Ir no Atacama no inverno tem suas vantagens.

O nosso motorista de repente entrou no meio do deserto, e dirigia como se não houvesse amanhã entre pedras e rochas. E não é que chegamos na entrada do Salar de Tara e olha essa vista que coisa mais incrível. Estávamos a 4400 metros de altitude, o frio já tinha dado uma trégua, e a paisagem era de tirar o folego. Lá mesmo o nosso motorista montou nossa café da manhã e ficamos um tempinho lá conversando sobre esse lugar.

Foi também nosso “primeiro contato”com animais selvagens, e durante nosso tempinho lá uma FAMÍLIA DE VICUÑA apareceu. Foi tão lindo e tão mágico que tava bem difícil de segurar a nossa emoção (né Dylan). Conseguimos ver elas bem de perto, elas estavam bem tranquilas curtindo a vista.

O nosso guia levou a gente pra fazer uma trilhazinha no meio do deserto e foi a primeira vez que sentimos como é fazer uma subidinha na altitude. Tem que respirar direitinho e andar bem devagarzinho, mas no final tudo vale pena. Olha essa vista, ta vendo aquele risco retinho láááá longe? então nossa van estava esperando a gente lá. Nessa foto estamos bem no topo doa Catedrais de Tara.

Descemos por aquelas rochas ali no fundo, ta vendo onde é bem íngreme? então, foi lá que quase tomamos vários capotes, mas também demos muitas risadas. E lá no fundo, da pra ver as Catedrais de Tara, tiramos foto lá na pontinha…e um tempinho depois já parecia estar á quilômetros de distância Eu não tenho certeza, mas aqui que quando o Salar esta aberto, os guias não costumam fazer esse trajeto bem doido que fizemos.

Um pouquinho mais pra frente fomos até a Laguna dos Flamingos. Infelizmente não podemos chegar muito perto, e nem da pra ver na foto, mas eles estavam lá bem bonitinhos. Como tive a oportunidade mais pra frente de ve-los bem de pertinho, não fiquei tão chateada de só ter visto eles pelos binóculos hehe

No final ele fez uma paradinha rápida pr agente fotografar na estrada o que resultou sem querer em uma das minhas fotos preferidas da viagem. O nosso guia estava apressando a gente pra ir logo, e eu meio desesperada olhando se tava vindo alguém e o Dylan conseguiu tirar essa foto minha que parece uma pose, mas na verdade era só eu com medo de ser atropelada.

Voltamos pra San Pedro e eles nos levaram em um restaurante pra almoçar, a comida chilena só me decepcionou então eu nem vou entrar em detalhes haha

Perdeu os três primeiros posts sobre a nossa Viagem? Você pode ler aqui:

Atacama: Tour AstronômicoSan Pedro Atacama: A Ida, a agência escolhida e o Hostel, VALLE DE LA LUNA, O DESERTO É MESMO INCRÍVEL